Como vender uma empresa pelo melhor valor

  • Portal dos Investimentos de Portal dos Investimentos
  • 10 meses atrás
  • Empresas
  • 0

Vender uma empresa é extremamente complexo, essencialmente quando toca a uma entidade. Não obstante, é importante conhecer o momento mais oportuno para a alienação. Esta não deve ser aleatória uma vez que poderá trazer consequências negativas para o vendedor. Fazer a escolha de vender parte ou a totalidade do negócio que um empreendedor ou a sua família trabalharam arduamente para construir é uma grande decisão e muitas vezes é precedida por profunda introspeção. O tempo de vender uma empresa pode ser variado, mas, em média, estima-se que este processo dure cerca de 6 a 10 meses.

É possível saber como vender uma entidade pelo melhor valor. Este processo é mencionado ao longo deste presente artigo, bem como os possíveis motivos, profissionais a quem recorrer e o procedimento.

Principais motivos que podem levar a vender uma empresa

Mudança no posicionamento estratégico

Há vários empresários que veem a alienação do negócio como uma forma de melhorar a sua posição estratégica no mercado. Estes acreditam que poderá desencadear novas vantagens competitivas no mercado, podendo proporcionar economias de escala e, até mesmo, redução do risco uma vez que se irá verificar uma maior diversificação na atividade da entidade.

No entanto, é essencial estudar as situações do mercado antecipadamente. Um bom estudo do mercado poderá prever eventuais situações que levarão a que o negócio de alienação se torne menos vantajoso: introdução de novas tecnologias, ameaça de entrada de novos concorrentes no mercado, previsão de uma grave crise económica, entre outros.

Assim, nestes casos, antecipar o processo de venda poderá ser uma boa estratégia, uma vez que após isso o rendimento final obtido poderá ficar comprometido. Caso se adie o processo de alienação, corre-se o risco da empresa, nesse momento, não se mostrar tão rentável como outrora e, por isso, o seu valor de venda ser muito inferior ao que se poderia ter obtido num passado relativamente próximo.

Pressão financeira

No caso em que as entidades mostram dificuldades financeiras, muitas vezes os seus gestores acabam por optar por vender o negócio. Uma vez que acreditam que a inserção de novos sócios poderá salvar a empresa através da entrada de novos meios financeiros.

Proposta inesperada

Muitas vezes as entidades deparam-se com propostas de negócio bastante aliciantes, o que poderá levar a este processo sem que se esteja a prever tal. No caso de uma proposta em que os gestores se mostrem tentados, é importante que recorram a entidades especializadas nessa área (avaliação de negócios) para entender se a cedência será vantajosa. É necessário comparar o valor proposto com as contribuições dadas pelos sócios à empresa.

Divergências entre sócios

Por vezes surgem divergências entre os sócios que, caso sejam menos positivos, poderá originar um problema na gestão da empresa. Assim, por forma a mitigar problemas futuros, recorre-se à alienação da empresa, ou todas as partes vendem as suas participações, ou uma das partes venda a sua participação a outro sócio já existente na empresa.

Reforma/Sucessão

É uma motivação muito comum para se vender uma empresa, essencialmente no caso do dono da empresa estar a reformar-se e não ter nenhuma pessoa descendente que esteja na área empresarial. Estes veem-se obrigadas a alienar a entidade a um terceiro. Não obstante, existem casos em que se verifica descendentes capazes de gerir o negócio, mas a opção de sucessão acaba por ser a venda.

Profissionais a recorrer ao vender uma empresa

Antes de proceder a uma venda de uma entidade, é crucial entender quais os profissionais que devemos recorrer para auxiliar neste professo. Estes ajudarão a tomar as decisões mais assertadas evitando incorrer gastos desnecessários.

Consultoria financeira em Fusões e Aquisições

Estes profissionais auxiliarão no processo de venda da entidade, analisando a vertente financeira deste mesmo processo. Assim, a avaliação da empresa é realizada da forma mais correta e profissional, obtendo valores justos e realistas que satisfaçam ambas as partes integrantes desta alienação.

Os especialistas farão análises completas de toda a informação financeira e, através do método de avaliação mais adequado obterão o valor ao qual a entidade deve ser vendida.

Os indicadores de avaliação de investimentos subdividem-se, essencialmente, em dois grupos, nomeadamente pelos métodos tradicionais/empíricos e pelos métodos atuais/científicos.

Os métodos empíricos são constituídos pela taxa média de rendibilidade contabilística (ROI) e pelo Prazo Médio de Recuperação do Investimento (PMRI). Como métodos científicos, pode-se salientar o Valor Atual Líquido (VAL), a Taxa Interna de Rendibilidade (TIR), o Índice de Rendibilidade do Projeto (IRP) e o Payback.

A definição de cada um destes métodos está disponível no artigo – Como avaliar o meu negócio?.

Consultoria legal em Fusões e Aquisições

Estes especialistas terão assente toda a vertente legal da venda da empresa, por forma a não ocorrer nenhuma ilegalidade que coloque em causa todo o processo. A presença destes especialistas é crucial para assegurar toda a legalização do processo e aconselharmo-nos junto dos mesmos para tomar as decisões mais corretas neste processo de tamanha complexidade.

É essencial recorrer a uma boa empresa de consultoria de M&A (Mergers and Acquisitions) de modo que as vantagens e desvantagens deste negócio sejam bem avaliadas para que se evitem erros e perdas de lucro futuras. As vantagens destes profissionais envolvidos neste processo passam por:

  • Obter um know-how especializado na venda da empresa;
  • Poupança de tempo e foco no objetivo;
  • Reduz o risco;
  • Obter o investidor/comprador mais assertado;
  • Evitar qualquer envolvimento emocional dos sócios no processo de venda;
  • Vender a empresa em sigilo.

Procedimentos ao vender uma empresa

As principais etapas no processo de venda são as seguintes:

A primeira fase, consiste um planeamento de todas as etapas a percorrer até à negociação desde a formulação de um cronograma, delinear a estratégia, planear todas as ações e identificar os profissionais necessários a envolver no processo, reunir toda a documentação necessária e realizar planos de negócio.

Após isso, e após uma breve consulta do valor certo pelo qual uma entidade deve ser vendida, é necessário verificar qual o melhor comprador, analisando como divulgar a um determinado grupo de investidores e, após isso, analisar todas as ofertas inerentes.

Por fim, após escolher a oferta mais vantajosa, segue-se a fase de negociação onde se realiza o fecho desta operação através de um acordo por ambas as partes.

Conclusão

Tal como é percetível, não é fácil vender uma empresa, porém, com os profissionais corretos e com o seguimento de todos os passos corretamente, é possível vender uma empresa ao melhor valor acarretando o menor risco e o menor custo.

Se necessitar de apoio de profissionais experientes para conseguir vender a sua empresa pelo melhor valor, entre em contacto connosco que iremos ajudá-lo a atingir o seu objetivo.

Este artigo foi originalmente escrito no site da Macro Consulting no seguinte link.

Junte-se à discussão

Compare listings

Comparar